segunda-feira, maio 27Notícias que importam
Shadow

Economia

Desafios e Superações da Aviação Militar na Amazônia Brasileira: O Pioneirismo do Exército Brasileiro nos Céus da Selva

Desafios e Superações da Aviação Militar na Amazônia Brasileira: O Pioneirismo do Exército Brasileiro nos Céus da Selva

Artigos, Aviação, Exercícios Militares, Exército Brasileiro, Geopolítica
O Exército Brasileiro, pioneiro no uso de meios aéreos na América do Sul, enfrenta desafios significativos ao otimizar suas aeronaves, principalmente na região desafiadora da Amazônia. A missão envolve planejamento meticuloso, considerando variáveis como meteorologia, peso da aeronave e a necessidade de combustível, especialmente ao sair de Manaus, onde apenas quatro locais oferecem suporte de aeródromo para abastecimento direto. O cenário amazônico, com sua densa selva, árvores altas e escassez de áreas de pouso regulares, demanda estratégias únicas. Frequentemente, é preciso abrir clareiras na mata, lançar suprimentos por paraquedas ou utilizar técnicas especiais de infiltração por rapel para acessar objetivos remotos. Os desafios se estendem às condições meteorológicas, com a constan...
Esquadrão Tucano da Marinha Completa 30 Anos de Serviços na Amazônia Ocidental

Esquadrão Tucano da Marinha Completa 30 Anos de Serviços na Amazônia Ocidental

Aviação, Eventos e Feiras, Geopolítica, Marinha do Brasil
Nesta quarta-feira (31), o 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Noroeste (EsqdHU-91), popularmente conhecido como “Esquadrão Tucano”, celebra três décadas de serviços dedicados na região da Amazônia Ocidental. Fundado em 1994, o esquadrão tem sido uma presença crucial para as operações navais e a segurança na vasta extensão amazônica, com uma história que remonta à criação de um destacamento aéreo em 1979. Sob o comando do Capitão de Fragata Bruno Heluy Martins, o EsqdHU-91 desempenha um papel fundamental no apoio às Forças Navais e às autoridades de segurança pública na região. Ao longo dos anos, o esquadrão acumulou mais de 51 mil horas de voo, desempenhando uma variedade de funções essenciais, desde o combate a crimes transfronteiriços até o apoio em situações de emergência...
Crise à Vista na Base Industrial de Defesa – Banco do Brasil Deserta do Seu Dever Pátrio

Crise à Vista na Base Industrial de Defesa – Banco do Brasil Deserta do Seu Dever Pátrio

Artigos, Base Industrial de Defesa, Economia, Geopolítica, Ministério da Defesa
Hoje foi com sentimento de imensa decepção e preocupação, que li na "Folha de São Paulo", a notícia sobre a decisão do Banco do Brasil de cortar laços financeiros com empresas de defesa é mais do que uma simples mudança de política; é um abandono de responsabilidades fundamentais para com a segurança e desenvolvimento do país. Ao retirar seu suporte financeiro a um setor estratégico, como é o caso da Indústria de Defesa, o BB se coloca na contramão do compromisso nacional, ignorando as implicações econômicas, de emprego e tecnológicas que reverberam na sociedade brasileira. A argumentação de "governança" como justificativa para essa decisão é, no mínimo, questionável. Outros bancos privados já haviam adotado a mesma postura, mas o BB era visto como um último bastião, ainda negociand...
BNDES Azul impulsiona o desenvolvimento econômico do Brasil através da “economia azul”

BNDES Azul impulsiona o desenvolvimento econômico do Brasil através da “economia azul”

Economia, Base Industrial de Defesa, Eventos e Feiras, Geopolítica, Marinha do Brasil
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou hoje o lançamento do programa BNDES Azul a bordo do Navio de Pesquisa Hidroceanográfico "Vital de Oliveira", da Marinha do Brasil. Este novo pacote de investimentos visa impulsionar o desenvolvimento da chamada "economia azul", focando em pesquisas na costa brasileira, fortalecimento da indústria naval e incentivo à descarbonização da frota marítima. Durante o evento, o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, assinou o contrato do Planejamento Espacial Marinho (PEM) para a região Sul, marcando um avanço significativo no projeto-piloto de planejamento espacial marinho no Brasil. O edital do PEM para a região Sudeste também foi lançado, juntamente com anúncios relacionados à infraestrutura e indústria naval. Em sua fa...
Mostra BID Brasil 2024 Atinge Marca de 70% de Stands Vendidos Antes do Evento

Mostra BID Brasil 2024 Atinge Marca de 70% de Stands Vendidos Antes do Evento

Base Industrial de Defesa, Economia, Eventos e Feiras, Geopolítica, Segurança Pública, Tecnologias
A 8ª Mostra BID Brasil, que está programada para ocorrer de 3 a 5 de dezembro de 2024 no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, inicia o ano com um impressionante marco de 70% dos estandes já comercializados. Desde seu lançamento em 22 de novembro do ano passado, empresas da Base Industrial de Defesa e Segurança (BIDS) têm garantido seu espaço neste prestigioso evento, que é reconhecido como a principal vitrine para inovações na área de defesa. O evento, organizado e coordenado pela Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (ABIMDE), tem como objetivo destacar as capacidades tecnológicas e produtivas das empresas brasileiras em uma localização estratégica: o Distrito Federal. Com os Comandos da Marinha, do Exército e da Aeronáutica sediados na C...
A História do MB-3 “Tamoyo” e o Declínio da Indústria de Defesa Brasileira nos anos 90

A História do MB-3 “Tamoyo” e o Declínio da Indústria de Defesa Brasileira nos anos 90

Artigos, Base Industrial de Defesa, Economia, Exército Brasileiro, Geopolítica, Tecnologias
A indústria de defesa brasileira, apesar dos desafios e da falta de incentivos governamentais, sempre demonstrou criatividade e inovação. Entretanto, muitos projetos promissores foram abandonados ou negligenciados pelo governo, prejudicando não apenas as capacidades de defesa do Brasil, mas também a vitalidade da indústria de defesa nacional. Dentre os projetos que ficaram apenas no estágio de desenvolvimento, o MB-3 "Tamoyo" da Bernardini é um exemplo notável. Nasceu a partir do projeto brasileiro, derivado do americano M41, e incorporou avanços tecnológicos significativos, sendo armado com um canhão de 90mm ou 105mm. O "Tamoyo" manteve as características do M41, amplamente apreciado pelo Exército Brasileiro. O projeto teve início em 1982, conhecido inicialmente como X-30. Os primeiros ...
A Ascensão e Queda da Engesa: Um Triste Capítulo da História da Indústria de Defesa Brasileira

A Ascensão e Queda da Engesa: Um Triste Capítulo da História da Indústria de Defesa Brasileira

Artigos, Base Industrial de Defesa, Economia, Exército Brasileiro, Geopolítica, Tecnologias
Nos turbulentos anos 80, o Brasil se destacava como um dos grandes expoentes da indústria de defesa na América Latina, e a Engesa figurava como uma das principais protagonistas desse cenário. Exportando equipamentos militares de ponta para o mundo, a empresa brasileira se firmou como um dos principais fabricantes de viaturas militares, com destaque para os renomados blindados EE-9 Cascavel e EE-11 Urutu. Fundada em 1958 por um grupo de engenheiros liderado por José Luiz Whitaker Ribeiro, a Engesa iniciou sua jornada fabricando equipamentos para a indústria do petróleo. Contudo, à medida que a empresa expandia seus horizontes, ela se tornou um dos principais pilares da indústria de defesa brasileira, elevando o país à quinta posição entre os maiores exportadores mundiais de material milita...
Novas embarcações chegam ao Comando Militar da Amazônia

Novas embarcações chegam ao Comando Militar da Amazônia

Geopolítica, Base Industrial de Defesa, Economia, Eventos e Feiras, Exército Brasileiro
O Comando Militar da Amazônia recebeu, na tarde de 13 de dezembro, dois novos Empurradores, embarcações de propulsão de balsas fluviais. Eles se juntarão à frota do Centro de Embarcações do Comando Militar da Amazônia e serão empregados no transporte logístico e operacional de suprimentos e de tropas da Amazônia Brasileira. Os novos empurradores contam com tecnologia de motorização e de auxílio à navegação, como motores eletrônicos, possibilitando melhor monitoramento e a geração de relatórios em tempo real, por meio de sistema integrado com radar, sonda e GPS. Sua nova motorização pode atingir até 12 nós, mesmo que esteja empurrando sua capacidade máxima de peso. A nova aquisição resulta em economia, eficiência e menor emissão de gases poluentes, demonstrando o compromisso do Exército ...
MBDA: Inovação e Parcerias Estratégicas na Defesa Nacional Brasileira

MBDA: Inovação e Parcerias Estratégicas na Defesa Nacional Brasileira

Base Industrial de Defesa, Economia, Exército Brasileiro, Força Aérea Brasileira, Geopolítica, Marinha do Brasil, Tecnologias
A MBDA, renomado produtor mundial de Munições Guiadas de Precisão, desenha um perfil de contribuição significativa para as capacidades das Forças Armadas Brasileiras (FFAA). Vários sistemas desenvolvidos pela MBDA são essenciais para a defesa nacional, destacando-se as múltiplas variantes do Exocet e o avançado sistema de defesa aérea Sea Ceptor. As FFAA brasileiras empregam ativamente as três versões do Exocet, sendo o AM39 lançado pelo ar, o SM39 lançado por submarino e o MM40 lançado por meios de superfície. Além disso, o míssil de defesa aérea Mistral, reconhecido por sua alta eficácia em abates com um único disparo, é parte integrante do arsenal brasileiro. As novas fragatas da classe Tamandaré que contarão com o sistema Sea Ceptor é um ponto de destaque. A integração conduzida pe...
Marinha Lança Operação Verão 2024: Segurança Costeira de Ponta a Ponta

Marinha Lança Operação Verão 2024: Segurança Costeira de Ponta a Ponta

Geopolítica, Economia, Exercícios Militares, Marinha do Brasil, Segurança Pública
A Marinha do Brasil (MB) inicia, como parte de sua rotina anual, a Operação Verão, entre 15 de dezembro de 2023 e 29 de fevereiro de 2024. Essa operação tem como foco principal reforçar a segurança da navegação em todo o extenso litoral e rios navegáveis do país, períodos em que há um aumento considerável das atividades náuticas. Durante a Operação Verão, as Capitanias dos Portos, Delegacias e Agências da MB promovem uma série de ações voltadas para diferentes públicos, desde comunidades ribeirinhas e pescadores até passageiros de embarcações de turismo náutico. O objetivo é intensificar a fiscalização e conduzir atividades educativas, visando garantir o cumprimento das normas da Autoridade Marítima, além de preservar a segurança da navegação e a proteção da vida humana no mar. Um dos ...