sábado, fevereiro 3Notícias que importam
Shadow

PROSUB – “Humaitá”, segundo S-BR é entregue ao setor operativo

Na manhã marcante desta sexta-feira, 12 de janeiro, a Marinha do Brasil atingiu um novo patamar em sua capacidade operativa com a entrega do submarino “Humaitá”, o segundo da prestigiosa Classe “Riachuelo”. O evento, realizado na Base de Submarinos da Ilha da Madeira, contou com a presença de ilustres autoridades, incluindo o Ministro da Defesa, José Mucio Monteiro, e o Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen.

Fruto da parceria estratégica e cooperação tecnológica com a França, o “Humaitá” representa um avanço crucial no Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), iniciado em 2008. Mais do que um reforço ao Poder Naval, o programa visa elevar o Brasil a um papel de destaque no cenário internacional.

Equipado com propulsão diesel-elétrica, o submarino passou por exaustivos Testes de Aceitação no porto e no mar, atestando sua prontidão para integrar a esquadra brasileira. Sua incorporação não apenas amplia o poder de combate e dissuasão da Marinha do Brasil, mas também consolida um salto estratégico na defesa da soberania nacional.

blank

Além de negar o acesso marítimo a possíveis ameaças, o “Humaitá” desempenhará papéis fundamentais, incluindo a patrulha das Águas Jurisdicionais Brasileiras e a monitorização de áreas estratégicas no Atlântico Sul. O Ministro da Defesa, José Mucio, destaca a importância desse fortalecimento das Forças Armadas para garantir a postura pacífica do Brasil nas Relações Internacionais.

Durante a entrega, o Almirante de Esquadra Petronio Augusto Siqueira de Aguiar, Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha, sublinha que o investimento no PROSUB vai além da defesa, gerando mais de 20 mil empregos diretos e 40 mil empregos indiretos. O programa avança conforme planejado, representando não apenas uma conquista tecnológica, mas também um impulso econômico significativo para o Brasil.

blank

Projetado pela renomada Naval Group da França e construído com maestria pela Itaguaí Construções Navais (ICN), o “Humaitá” ostenta uma capacidade operativa imponente, capaz de permanecer até 80 dias em patrulha. Seu sistema de propulsão e geração de energia, aliados a tecnologias avançadas de redução de ruídos, conferem a habilidade de operar furtivamente sob o mar, tornando-o essencial para a dissuasão estratégica.

O presidente da ICN, Renaud Poyet, destaca que a empresa está construindo o que há de mais moderno no Setor Naval de Defesa mundial, e que o PROSUB amplia a capacidade de patrulha e dissuasão, protegendo o patrimônio do litoral brasileiro.

A tripulação do “Humaitá” passou por um rigoroso processo de capacitação ao longo de dois anos, demonstrando o compromisso com a eficiência operacional do novo submarino brasileiro. A entrega do “Humaitá” não só consolida o PROSUB como um dos mais relevantes Programas Estratégicos do Brasil, mas também reforça o país como ator-chave na Defesa Nacional e contribui para sua projeção internacional positiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *