segunda-feira, junho 3Notícias que importam
Shadow

Marinha do Brasil: Atuação Decisiva na Salvaguarda da Vida no Mar registra mais de 700 salvamentos em 2023

Em junho do ano passado, o pescador Deivid Luiz Monteiro Ferreira enfrentou momentos de desespero no mar agitado, após o naufrágio do barco “Safadi Seif” em Santa Catarina. Agarrado a uma boia, ele foi resgatado 48 horas depois pelo Serviço de Busca e Salvamento da Marinha do Brasil (MB), evidenciando a importância crucial dessa instituição na proteção da vida no oceano.

O resgate de Deivid foi apenas um entre os 754 casos de sobrevivência em acidentes marítimos e fluviais registrados em 2023, conforme dados do Comando de Operações Marítimas e Proteção da Amazônia Azul (COMPAAz). Destes, 33% foram classificados como “homem ao mar”, abrangendo águas interiores e costeiras, com 94% envolvendo pequenas embarcações de até mil toneladas.

blank

Diante desses desafios, a Marinha do Brasil, por meio do Salvamar Brasil, exerce um papel fundamental na coordenação e execução de operações de busca e salvamento. Após o alerta do desaparecimento da embarcação, o COMPAAz mobilizou recursos, incluindo os Navios-Patrulha “Babitonga” e “Benevente”, além de dois helicópteros UH-15 Super Cougar, responsáveis por localizar Deivid a cerca de 200km da costa catarinense.

A eficácia dessas operações é resultado da utilização de tecnologia avançada, como o Sistema de Informações sobre o Tráfego Marítimo (SISTRAM) e o Sistema de Planejamento de Apoio à Decisão SAR (SPAD-SAR). Esses recursos, aliados à coleta e compartilhamento de dados, possibilitam uma resposta rápida e precisa, como destacado pelo Capitão de Fragata Gustavo Lemos, Encarregado da Seção de Socorro e Salvamento do COMPAAz.

blank

O preparo profissional também é uma peça-chave nesse cenário. Mergulhadores escafandristas, capacitados tecnicamente, são empregados em situações críticas. O Primeiro-Sargento João Marcello Sarzedas Lansillote, Instrutor de Natação de Resgate do CIAMA, ressalta a importância do treinamento rigoroso, destacando que “não há desculpa para a perda de uma vida por falta de preparo”.

O canal de notificação de incidentes SAR, o telefone 185, e o Sistema Marítimo Global de Socorro e Segurança (GMDSS) desempenham papéis cruciais na comunicação e coordenação de emergências. Além disso, a MB desenvolveu o aplicativo NAVSEG, permitindo que as tripulações compartilhem seus planos de viagem, facilitando o rápido acionamento de socorro em caso de necessidade.

blank

Diante das adversidades que extrapolam o controle da Marinha, o Capitão de Fragata Gustavo Lemos enfatiza a importância de ações preventivas por parte das tripulações, como o uso correto de equipamentos de salvatagem e a verificação de avisos de mau tempo.

Assim, a Marinha do Brasil continua a desempenhar um papel crucial na salvaguarda da vida no mar, destacando-se não apenas pela prontidão operacional, mas também pelo constante aprimoramento de suas estratégias e tecnologias para enfrentar os desafios inerentes à segurança marítima e fluvial.

 

BrasilDefesa

com informações da Agência Marinha

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *