terça-feira, junho 4Notícias que importam
Shadow

TROPA DO EXÉRCITO BRASILEIRO SE PREPARA PARA ATIVIDADE INTERNACIONAL

Em busca do desenvolvimento da liderança e do aprimoramento técnico de militares, o 52º Batalhão de Infantaria de Selva realizou a Operação Munduruku II, exercício de adestramento de técnicas, táticas e procedimentos no nível ‘Pelotão’ para os integrantes da 1ª Companhia de Fuzileiros de Selva e também para os integrantes da Companhia de Comando e Apoio, subunidades que participarão do Exercício CORE 23 (Combined Operation and Rotation Exercise), junto com o Exército dos Estados Unidos da América.

blank

Entre os dias 17 e 20 de abril, os militares da 1ª Companhia de Fuzileiros de Selva receberam instruções de conduta em combate, maneabilidade de pelotões, técnicas de ação imediata, combate em ambiente urbano, patrulhas, marcha para o combate e emprego de sistema de aeronaves remotamente pilotadas.

blank

Já para a tropa da Companhia de Comando e Apoio, foram ministradas instruções de caçador: tiro de zeragem com fuzil de precisão AGLC, criptografia de mensagens, montagem de posto rádio, segurança de comboio logístico, pilotagem de viatura com óculos de visão noturna, atendimento pré-hospitalar tático, entre outros tipos de adestramentos que serão necessários durante a CORE 23.

blank

O Comandante do 52º Batalhão de Infantaria de Selva, Tenente-Coronel Alexandre Grangeiro de Lima, comentou sobre a efetividade dos treinamentos. “Atividades como esta são importantes para verificar o nível de operacionalidade da tropa, mantendo um alto nível de coesão e prontidão para o combate”.

blank

Ainda como parte de preparação para a CORE 23, os militares receberam o apoio do Centro de Psicologia Aplicada do Exército para atuar em operações no território brasileiro e no território norte-americano.

blank

O Comando Militar do Norte receberá mais de 300 militares do Exército Americano nos meses de outubro e novembro deste ano para o Exercício CORE 23. São cerca de 20 dias de atividades operacionais concentradas nos estados do Pará e Macapá.

blank

 

Fonte Exército Brasileiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *