terça-feira, junho 4Notícias que importam
Shadow

Radar SABER M200 VIGILANTE: Operação Parintins/AM

O Radar SABER M200 VIGILANTE, com as dimensões de um contêiner de 15 pés e 10 toneladas, é um radar de vigilância da defesa antiaérea, com capacidade tridimensional. Ele utiliza uma tecnologia avançada de varredura eletrônica para detectar e rastrear aeronaves, capaz de acompanhar simultaneamente múltiplos alvos aéreos, bem como realizar missões de vigilância, sendo  um sistema composto por um radar primário de varredura eletrônica, e um radar secundário, desenvolvido pelo Centro Tecnológico do Exército (CTEx) e produzido pela Embraer Defesa & Segurança, operado pelo Exército Brasileiro.

blank

Tal sistema foi transportado em 21 de junho por uma aeronave KC-390 da Força Aérea Brasileira, partindo de Campinas (SP) e realizando um voo direto para Parintins (AM), onde pousou no Aeroporto Júlio Belém. Essa capacidade de transporte por via aérea, a qual foi comprovada pelo deslocamento do mesmo a bordo de uma aeronave KC-390, é um dos requisitos operacionais absolutos do programa de desenvolvimento do Radar SABER M200 VIGILANTE.

blank

Após desembarcar em Parintins, o sistema foi implantado, afim de operar em caráter experimental naquela localidade, onde foi operado durante o período do Festival Folclórico de Parintins, para monitorar e controlar o espaço aéreo do Aeroporto Júlio Belém. O radar foi operado por engenheiros da Embraer e com acompanhamento de engenheiros militares do Centro Tecnológico do Exército, instalado em uma área gramada próxima à torre de controle do referido aeroporto e apresentou desempenho operacional consistente no ambiente amazônico, tendo realizado a detecção e o acompanhamento de aeronaves conforme especificado em seus requisitos técnicos e operacionais (até o alcance máximo de 200 km) com 781 vetores aéreos registrados em distâncias diversas até o dia 4 de julho.

blank

O Radar SABER M200 VIGILANTE mostrou-se uma excelente e robusta ferramenta de apoio ás atividades de controle de tráfego aéreo, funcionando ininterruptamente por quase duas semanas, sendo de grande valia durante o expressivo aumento do trafego aéreo em Parintins. A operação também a interoperabilidade  entre o EB e a FAB, atuando de forma integrada visando aumentar a segurança em voo e a eficiência do transporte aéreo na área de responsabilidade do CINDACTA/4, sendo expressivo o papel do CTEx no desenvolvimento de soluções tecnológicas para a defesa de nossa soberania .

blank

Fonte: Departamento de Ciência e Tecnologia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *