terça-feira, junho 4Notícias que importam
Shadow

PROSUB – Presidente visita Complexo Naval de Itaguaí

O presidente da República visitou nesta a quinta-feira (23), as instalações do Complexo Naval de Itaguaí, onde pôde conferir os avanços do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (ProSub).

Criado em 2008, após ser definida a parceria estratégica entre Brasil e França, prevendo uma ampla transferência de tecnologias, o ProSub registrou mais um importante marco em sua trajetória: a conclusão dos testes de imersão do Submarino (S-41) “Humaitá”, o segundo exemplar da Classe Riachuelo, que tem a previsão inicial de construir e entregar quatro submarinos convencionais (propulsão diesel-elétrica), á Marinha do Brasil, sendo um importante passo no programa que bisa construir o primeiro submarino de propulsão nuclear da América Latina.

blank

Em setembro de 2022, o ProSub entregou o primeiro SBR, o S40 Riachuelo, submarino que nomeia a classe, agora a previsão de entrada em operação do S-41 é o segundo semestre de 2023. O lançamento do “Tonelero” (S-42) tem previsão para ocorrer ainda em 2023 e o “Angostura” (S-43) está programado para o ano de 2024. Além de representar um dos maiores programas estratégicos do Brasil, o ProSub tem impacto significativo na economia, com geração de mais de 60 mil empregos diretos e indiretos e envolvimento de 700 empresas.

Na visita, o presidente foi acompanhado pelo ministro da defesa, José Mucio, Luciana Santos do ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, além da embaixadora da França no Brasil, Brigitte Collet. Outras autoridades oficiais e representantes das empresas envolvidas no programa participarão do evento.

O PROSUB e o desenvolvimento nacional 

Estruturado como um programa de desenvolvimento científico e tecnológico, o ProSub integra capacitação de mão de obra especializada e incentivo à indústria brasileira, uma vez que prioriza a aquisição de componentes fabricados no país.

blank

O programa tem como meta a fabricação do primeiro submarino convencionalmente armado com propulsão nuclear (SCPN) e a construção de um complexo de infraestrutura industrial e de apoio à operação dos submarinos, que engloba estaleiros, a Base Naval e a Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas (UFEM) no município de Itaguaí (RJ). Em fevereiro de 2018, o estaleiro de Construção foi inaugurado.

“Provas de Mar”

O S-41 “Humaitá” passou, ao longo do mês de março, por testes de imersão dinâmica e de imersão em grande profundidade no litoral fluminense. São etapas fundamentais do processo construtivo e de treinamento da tripulação do submarino, porque avaliam não apenas a capacidade de mergulho em segurança, como também atestam o nível de prontidão da tripulação. O resultado dessas avaliações consolida a última etapa prevista no cronograma até a entrega definitiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *