domingo, maio 26Notícias que importam
Shadow

Operação GUINEX III: Um Marco de Interoperabilidade no entorno estratégico brasileiro

A Operação GUINEX III é uma iniciativa que ressalta a importância da cooperação internacional, a Marinha do Brasil está dando um passo significativo para fortalecer os laços com países africanos. A Fragata “Liberal” (F43), está realizando esta importante comissão, a qual tem por objetivo estreitar os laços com as nações em nosso entorno estratégico, e marca a atuação presente do Brasil, garantindo a manutenção da segurança da navegação na região, além de possibilitar a interação com marinhas amigas, navegando em águas internacionais com a missão de deixar uma marca duradoura na história da segurança marítima.

A Fragata Liberal inciou sua comissão no dia 6 de agosto, partindo para mais uma edição da Operação GUINEX, demonstrando a capacidade operacional e o compromisso da Marinha do Brasil com a manutenção da paz e a segurança em águas internacionais.

A Operação GUINEX III, realizada no Golfo da Guiné, é um marco significativo na promoção da interoperabilidade entre as forças navais envolvidas. Este exercício conjunto não só mantém a capacidade operacional da Marinha do Brasil em alto nível, mas também serve para estreitar os laços de confiança com os países da região. A operação é uma oportunidade valiosa para compartilhar conhecimentos operacionais vitais, que podem ajudar a fortalecer a segurança marítima no Golfo da Guiné, uma região estratégica para o comércio e a segurança global.

Exercícios navais com a Marinha da Nigéria

blank

Na quinta-feira (7), a Fragata Liberal realizou exercícios com o Navio de Apoio Logístico NNS Kada (LST 1314), da Marinha da Nigéria, com objetivo de treinar as equipes dos navios.

As atividades se iniciaram com a interrogação entre navios, que simularam embarcações com ilícitos, com posterior embarque das equipes de abordagem para a ação de visita e inspeção. A Equipe de Abordagem da Fragata Liberal e o Destacamento de Mergulhadores De Combate embarcaram no navio nigeriano e conduziram os procedimentos de controle do passadiço e da praça de máquinas, assim como as ações para o apresamento (captura) da embarcação.

blank

A operação vai além de simples exercícios militares; é uma iniciativa que visa fortalecer a Zona de Cooperação e Paz do Atlântico Sul (ZOPACAS). Ao visitar países na costa ocidental da África, a Fragata “Liberal” está compartilhando conhecimentos operacionais vitais que podem ajudar a promover a segurança e a estabilidade na região. Este esforço conjunto é uma prova da dedicação do Brasil em promover a paz e a cooperação internacional, demonstrando que, juntos, podemos criar um mundo mais seguro e estável.

Fonte Marinha do Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *