quarta-feira, junho 5Notícias que importam
Shadow

ONU nomeia novo general brasileiro para comandar tropas de paz na RD Congo

As Nações Unidas (ONU) nomearam um general brasileiro para comandar a Missão da ONU para Estabilização na República Democrática do Congo, Monusco.

O anúncio ocorreu nesta quarta-feira (4) em Nova Iorque pelo porta-voz do secretário-geral António Guterres.

O general Otávio Rodrigues de Miranda Filho vai substituir outro militar brasileiro, o general Marcos de Sá Affonso da Costa, que terminará o mandato em 28 de fevereiro.

blank

Guterres expressou sua gratidão ao atual comandante pela importante contribuição e serviço à Monusco.

O Secretário-geral informou em nota que Otávio Rodrigues de Miranda Filho chefiará uma das maiores operações de paz do mundo; ele substituirá o general Marcos de Sá Affonso da Costa que deixará o posto em fevereiro.

Experiência em estruturas e Amazônia legal

O general nomeado, Miranda Filho, tem vários anos de experiência em estruturas de comando e controle do Exército Brasileiro.

Desde agosto de 2021, ele serve como comandante militar regional no norte do país. Ali, ele é responsável por uma grande estrutura logística e administrativa que fornece suporte a 32 organizações militares na Amazônia legal.

Brigada de Infantaria

Ele também responde pela seleção e integração de todos os militares temporários na chamada Área de Responsabilidade. Antes deste posto, o general Miranda Filho dirigiu a pasta de Assuntos Internacionais das Forças Armadas Brasileiras.

O general ocupou outras posições incluindo como comandante na Brigada de Infantaria Motorizada de 2018 a 2019 e chefe de gabinete do Comando Militar do Planalto de 2016 a 2018.

Foi adido militar junto à Embaixada do Brasil na China de 2014 a 2016.

O primeiro comandante brasileiro da Monusco foi o general Carlos Alberto dos Santos Cruz, que também chefiou as tropas da ONU no Haiti com a extinta Minustah.

O general Otávio de Miranda Filho tem um diploma em Ciências Militares da Academia Militar das Agulhas Negras e é fluente em inglês, espanhol e francês.

Sua língua materna é o português. Ele deve assumir o posto em março deste ano.

 

Com informações da UNIC-Rio (ONU)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *