terça-feira, junho 4Notícias que importam
Shadow

JLTV – Conheça as variantes que podem desembarcar no Brasil

No último dia 6 de março, conhecemos de perto a nova Viatura Blindada Leve com o qual passa a contar o Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil, onde já publicamos algumas matérias falando sobre o JLTV, e como prometido, agora você confere uma matéria mais completa sobre o Joint Light Tactical Vehicle (JLTV), onde iremos apresentar mais aspectos desta viatura, que na verdade oferece diversas opções de configuração, tornando o mesmo uma solução completa, ideal para uma força com características expedicionárias, como é o caso do Força de Fuzileiros da Esquadra.

O JLTV (Joint Light Tactical Vehicle) como já apresentado, é um veículo tático leve blindado, seu projeto surgiu da necessidade norte americana de obter uma viatura mais capaz que os Humvee para lidar com as novas ameaças que emergiram no moderno teatro de operação, a qual passaria a ser padrão de uso pelas forças armadas dos Estados Unidos. Dentre os requisitos exigidos no projeto da nova viatura, está fornecer uma capacidade melhorada de proteção, mobilidade no transporte de tropas e cargas. Os projetistas da Oshkosh Defense apresentaram o JLTV como resposta as necessidades do moderno campo de batalhas, entregando um veículo altamente versátil que pode ser configurado para realizar uma ampla gama de missões, incluindo reconhecimento, patrulha, escolta, transporte de tropas e apoio de fogo. Após ser submetido a um extenso e rigoroso programa de avaliações, foi aprovado e entrou em serviço com as forças armadas dos Estados Unidos em 2019.

blank

Quais categorias e versões o JLTV oferece?

Existem duas principais variantes do JLTV, que foram desenvolvidas para atender aos requisitos das forças armadas dos Estados Unidos:

JLTV Categoria Base: Esta é a versão padrão do JLTV, que é usada para uma ampla gama de missões militares. Possui capacidade para transportar de 3 a 4 militares, além de uma carga útil de até 5.100 kg e tração 4×4.

JLTV Categoria Estendida: Esta variante é uma versão maior do JLTV, que oferece uma capacidade de transporte de tropas estendida para até 8 militares. A capacidade de carga também foi ampliada nesta variante, apresentando uma carga útil de até 6.800 kg. A variante de Categoria Estendida só está disponível na configuração de dois eixos e tração 4×4.

Ambas as variantes do JLTV possuem opções de configuração para atender às necessidades específicas das mais diversas missões, incluindo configurações para reconhecimento, patrulha, escolta, transporte de tropas e apoio de fogo.

Existem várias variantes especializadas do JLTV, desenvolvidas para atender a requisitos específicos das forças armadas dos Estados Unidos. Algumas das variantes disponíveis são:

JLTV Ambulância: Esta variante é equipada com equipamentos médicos e projetada para evacuação médica de feridos em zona de combate.

blank

JLTV Guerra Eletrônica: Esta variante é equipada com sistemas de guerra eletrônica para interferir nas comunicações inimigas e sistemas de detecção.

blank

JLTV Morteiro: Esta variante é equipada com um sistema de lançamento de morteiros de alta mobilidade para fornecer apoio de fogo à infantaria.

blank

JLTV Artilharia: Esta variante é equipada com um sistema de artilharia de alta mobilidade para fornecer apoio de fogo preciso e de longo alcance.

blank

JLTV Comando e Controle: Esta variante é equipada com sistemas de comunicação e controle para operar como centro de comando no teatro de operações.

 

JLTV Porta-Armas Pesadas (HGC): esta variante é projetada para transportar armas pesadas, como metralhadoras e canhões, em uma plataforma altamente móvel e protegida, apresenta um respeitável poder de fogo, provendo apoio de fogo a tropa e capaz de realizar uma vasta gama de missões.

blank

Essas variantes especializadas do JLTV são projetadas para melhorar a eficácia operacional em várias situações de combate e atender aos diversos requisitos para atuar nas mais complexas operações militares.

Qual variante a Marinha do Brasil adotou?

Inicialmente foram adquiridas 12 viaturas na versão JLTV Heavy Guns Carrier (HGC), conforme noticiamos aqui no Brasil Defesa, sendo uma variante especializada do JLTV desenvolvida para operar com armas pesadas, como metralhadoras e canhões, sendo capaz de receber uma torre remotamente controlada e mesmo sistema ATGM.

A variante JLTV HGC incorporada pela Força de Fuzileiros Navais, inicialmente conta com uma torre tripulada, a qual apresenta um alto nível de proteção para o artilheiro, a qual pode ser equipada com uma variedade de armas, incluindo metralhadoras M2A1 de calibre .50 BMG (12,7x99mm OTAN), metralhadora M240 calibre 7,62x51mm (OTAN) e lançador de granadas de 40mm Mk.19 Mod.3 CMG. Porém, a viatura também poderá futuramente receber canhões automáticos de 30 mm e sistemas de lançamento de foguetes guiados, além de um sistema de armas remotamente controlado (SARC).

blank

A variante JLTV HGC também possui proteção blindada avançada e recursos de mobilidade para operações em terrenos difíceis e ambientes hostis, sendo um importante ativo para atuar em operações de projeção anfíbia de caráter expedicionário, como é o caso do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil.

O JLTV HGC é projetado para apoiar operações militares em áreas de conflito, fornecendo apoio de fogo e suporte para as tropas em campo. Essa variante é uma das muitas configurações especializadas disponíveis do JLTV, que podem ser personalizadas para atender a uma ampla variedade de requisitos e necessidades de missão, e que segundo informado durante o encontro com a mídia especializada, as pretensões apontam para aquisição de um total de 60 viaturas JLTV, e os próximos lotes devem trazer outras variantes do JLTV, visando dotar nossa Força Expedicionária com um sistema ímpar, entregando flexibilidade operacional para cumprir as mais exigentes missões, onde e quando se faça necessário.

 

por Angelo Nicolaci

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *