terça-feira, junho 4Notícias que importam
Shadow

H225M – Saab fará a manutenção do sistema IDAS no Brasil

Mais um importante passo na nacionalização das capacidades do parque industrial de defesa no Brasil foi tomado através do acordo firmado entre a  Airbus Helicopters e Saab Grintek Defence. O acordo prevê que a manutenção do IDAS  (Integrated Defence Aid Suite), sistema integrado as aeronaves H225M operadas pela Marinha do Brasil, Força Aérea e Exército Brasileiro.

O Integrated Defence Aid Suite (IDAS) é um sistema de autoproteção de guerra eletrônica produzido pela Saab que é composto por três sensores:

  • LWS-310, que alerta a tripulação sobre qualquer emissão de laser contra a aeronave, fornecendo a sua classificação, direção e tipo, como designadores ou laser de armas portáteis.

blank

  • RWS-300 adverte sobre emissões de radares que estejam detectando a aeronave, identificando a sua origem e se está em solo, num navio ou embarcado em um avião.

blank

  • MAW-300 é capaz de detectar um míssil disparado a grande distância, advertindo sobre a sua trajetória e direção.

Por estarem integrados, os sensores trabalham em conjunto e podem acionar de maneira automática as contramedidas eletrônicas, como os lançadores de chaff e flare para despistar mísseis guiados por radar e calor, respectivamente. Esses lançadores também fazem parte da solução IDAS, que está em uso no Brasil.

O sistema é instalado pela Helibras nas variantes do H225M operadas no Brasil, e a partir de agora a manutenção deste importante sistema que integra os sistemas defensivos do UH-15A/AH-15B “Super Cougar” (H-36 Caracal ou HM-4 Jaguar, dependendo do operador brasileiro), será totalmente realizado em território nacional, na unidade da Saab no Brasil.

blank

Este é o primeiro grande projeto do novo laboratório de sensores e serviços da Saab, construído para manutenção dos radares AESA e dos sistemas de guerra eletrônica dos caças F-39E/F Gripen no Brasil. Para Gustavo Alves, gerente de operações da unidade de Sensores e Serviços, o novo negócio é um desdobramento direto do Programa Gripen Brasileiro e de todo o conhecimento adquirido por meio de um extenso processo de transferência de tecnologia.

“O contrato de manutenção consolida nisso compromisso em preservar competências e talentos de alto nível no Brasil. Além da manutenção dos radares das aeronaves que fabricamos, nosso laboratório tem capacidade total para outros projetos, apoiando operadores de sistemas de radar e guerra eletrônica da Saab no Brasil e na América Latina”, disse Alves.

blank

“Estamos orgulhosos deste movimento de negócios porque isso garantirá que a Saab aprimore sua oferta de suporte ao nosso usuário final. A satisfação de nossos clientes continua sendo uma parte vital de nossa intenção estratégica”, afirma o Dr. Nivan Moodley, vice-presidente, chefe de estratégia e desenvolvimento de negócios da Saab Grintek Defence.

O acordo foi firmado globalmente fortalecendo a posição da Saab Brasil como uma instalação de suporte de equipamentos de autoproteção e guerra eletrônica.

Imagens: Angelo Nicolaci – BrasilDefesa / GBN Defense

com informações da Saab do Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *