sábado, fevereiro 3Notícias que importam
Shadow

Gripen é submetido a Testes de Desempenho Térmico em Anápolis (GO)”

O protótipo do F-39E Gripen, identificado como FAB-4100, submeteu-se a uma rigorosa campanha de ensaios operacionais na Base Aérea de Anápolis (BAAN), visando a avaliação abrangente de seu desempenho em condições climáticas quentes. Originário do Centro de Ensaios em Voo do Gripen (GFTC) em Gavião Peixoto, o caça passou por uma série de ensaios específicos para climas quentes, visando a validação de previsões térmicas cruciais para operações aéreas em ambientes externos sob altas temperaturas.

A escolha de Anápolis como local de teste decorreu de sua altitude significativa, aproximadamente 1.100 metros acima do nível do mar, e das temperaturas médias em torno de 35ºC. Erik Magnusson, engenheiro de ensaios de voo da Saab, deslocou-se da Suécia para supervisionar os testes, destacando a pertinência dessas condições ambientais como representativas dos desafios enfrentados pelas operações do Gripen no Brasil.

A equipe envolvida nos ensaios, composta por profissionais da Saab Brasil e Embraer, está conduzindo uma série de fases que teve início em setembro em Gavião Peixoto, com a perspectiva de continuidade nos próximos meses. Essa abordagem abrange diversos parâmetros térmicos como parte dos testes globais do modelo Gripen E. Importante ressaltar que tais testes não se restringem ao Gripen brasileiro, sendo extensíveis a todas as aeronaves do modelo.

blank

Ao longo dos três dias em que o caça permaneceu em Anápolis, foi submetido a exposição prolongada ao sol, permitindo uma avaliação minuciosa de seu comportamento sob as elevadas temperaturas locais. O piloto de testes Jonas Jakobsson realizou decolagens em condições médias de temperatura de 32ºC, cobrindo um trajeto de aproximadamente uma hora. Cerca de 800 sensores, incluindo sensores específicos instalados para este propósito, coletaram dados operacionais em tempo real, transmitindo informações para uma sala de telemetria montada pela equipe da Saab e Embraer na BAAN.

Os resultados preliminares apontam para uma conformidade satisfatória com as previsões estabelecidas. Entretanto, a análise completa de todos os dados coletados será realizada para verificar de maneira mais detalhada a capacidade do Gripen de operar com eficiência em condições de clima quente. Isso inclui uma avaliação mais profunda dos sistemas, das condições dos freios durante o pouso e a análise de dados para corroborar a robustez do caça em ambientes com características térmicas específicas, como as encontradas no Brasil e similares em escala global.

 

Com informações da SAAB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *