terça-feira, junho 4Notícias que importam
Shadow

EXÉRCITO PRESTA SOCORRO À POPULAÇÃO NO RIO GRANDE DO SUL

Mais de 400 militares estão mobilizados para atender aos municípios mais atingidos pela passagem de um ciclone extratropical no Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul. Segundo a Defesa Civil estadual, 79 municípios foram atingidos, com mais de 1,6 mil pessoas desabrigadas, 3 mil desalojadas e mais de 52 mil afetadas de alguma forma. O número de mortos já passa de 40.

blank

Ainda na segunda-feira, 4, militares do Exército Brasileiro entraram em prontidão. Com base nos ensinamentos do ciclone extratropical de junho, um Centro de Operações foi ativado no Quartel General do Comando Militar do Sul, em Porto Alegre (RS), dando início à “Operação Taquari”. Tropas da Marinha, Exército e Força Aérea foram acionadas para atender às chamadas de apoio.

Em atendimento à solicitação da Secretaria Estadual de Saúde, o Exército enviou nove médicos para atuar no atendimento pré-hospitalar de urgência junto ao Departamento de Regulação do Estado. Trabalhos de buscas, resgates e auxílio de transporte são realizados em coordenação com a Defesa Civil. Estão sendo empregados materiais e equipamentos de engenharia, viaturas, cisternas de água, ambulâncias, botes a motor, geradores, toldos, caminhões e aeronaves.

blank

Os militares das Forças Armadas também fornecem alimentos (rações operacionais) aos bombeiros e demais órgãos que trabalham na ajuda às vítimas da enchente. Ainda como parte do apoio, batalhões de Comunicações começaram a instalar, no dia 7 de setembro, telefones satelitais para ajudar a população dos municípios de Muçum e Roca Sales. Os militares também provêm dispositivos de acesso à internet, auxiliando as agências que trabalham no local.

blank blank

A tropa atua, ainda, na Central de Distribuição da Defesa Civil, na capital gaúcha, fazendo a triagem de roupas e alimentos que enviados aos desabrigados, principalmente na Região do Vale do Taquari.

Fonte: CMS e Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *