segunda-feira, maio 27Notícias que importam
Shadow

EXERCÍCIO SANTA BÁRBARA 2023 ENTREGA TROPAS DE ARTILHARIA PRONTAS PARA O EMPREGO

Foram cinco meses de preparação. Desde a incorporação até o tiro real de obuseiro ou morteiro, jovens militares percorreram um caminho de rupturas: do mundo civil à caserna, dos jogos de videogame a um cenário de guerra com direito a munições de 105, 120 e 155mm cruzando os céus do sul de Minas Gerais para consagrar os mais novos artilheiros do Exército Brasileiro. Os soldados incorporados em 1º de março nos três Grupos de Artilharia de Campanha (GAC) da 2ª Divisão de Exército, localizados no estado de São Paulo, concluíram a fase da Instrução Individual de Qualificação no Exercício Santa Bárbara 2023.

Com o apoio da Escola de Sargentos das Armas, que cedeu seu campo de instrução em Três Corações-MG, a Artilharia Divisionária da 5ª Divisão de Exército (AD/5), de Curitiba (PR), conduziu, entre os dias 24 e 28 de julho, uma refinada coordenação de fogos para adestrar o 2º GAC, o 12º GAC e o 20º GAC Aeromóvel em missões de apoio de fogo.

“É uma entrega importante para a nossa sociedade, porque esse tiro foi realizado pelos soldados recém-incorporados e, cinco meses depois, eles estão em condições de exercer as funções relevantes para a realização desse tiro real”, enfatizou o Comandante da AD/5, General de Brigada Ricardo Santos Taranto, que completou: “Este exercício também marca a finalização do adestramento básico das organizações militares de Artilharia, além de ser um ‘esquenta’ para a próxima fase, que é o adestramento avançado”.

blank

Somados aos artilheiros no terreno, houve a presença de militares de diversos segmentos de apoio, totalizando cerca de 600 homens e mulheres em campanha.

Próximas fases

O Exercício Santa Bárbara foi apenas a primeira fase de uma série de treinamentos. Em setembro, tanto o estado-maior quanto a linha de tiro e outros subsistemas de Artilharia terão testes mais complexos a serem superados, quando serão realizados o Exercício Jogo de Guerra (simulação construtiva) e Exercício Agulhas Negras (simulação viva).

Os adestramentos estão interligados. Em Minas Gerais, os Grupos de Artilharia de Campanha receberam o quadro tático da simulação e, agora, prosseguirão nos estudos e preparação para os próximos treinamentos.

Como foi o Exercício Santa Bárbara 2023

Os artilheiros simularam uma série de atividades em um contexto de manobra defensiva e realizaram o disparo real.

No primeiro momento, os GAC ocuparam uma Zona de Reunião no campo de instrução. Após alguns reconhecimentos no terreno, as baterias de obuseiros e morteiros ocuparam posições provisórias, de onde poderiam alcançar o inimigo simulado em uma posição mais distante possível.

blank

No contexto da manobra, os GAC tinham a missão de desarticular o inimigo, impedindo o avanço deles. Ao atirar, contudo, a bateria “entrega a sua posição” e precisa, rapidamente, mover-se para outro local. Esse foi outro aspecto treinado no exercício.

Houve ainda a prática do tiro noturno, evidenciando o nível de realismo que o adestramento procurou promover nas tropas de Artilharia.

blank

Canal técnico

De acordo com o Programa de Instrução Militar do Comando de Operações Terrestres, a AD/5, por meio do canal técnico, é responsável por auxiliar na gestão do preparo das Unidades de Artilharia da 2ª DE.

Em junho, o Comandante e o estado-maior da Artilharia Divisionária da 5ª DE realizaram visita de inspeção aos GAC. Na ocasião, foram verificados os padrões de instrução de qualificação dos subsistemas comunicações, topografia, direção de tiro, linhas de fogo e observação, esta, com a utilização do software Bombarda. No fim de cada jornada, foi feita uma atividade de integração dos subsistemas, por meio de missões de tiro simuladas.

Fonte Exército Brasileiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *