segunda-feira, maio 27Notícias que importam
Shadow

ESCOLA DE FOGO CAPACITA CADETES DE ARTILHARIA NO EMPREGO DO SISTEMA ASTROS

O Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes realizou, na última semana de setembro, a Escola de Fogo de Instrução com oficiais, cadetes e sargentos. O exercício envolveu o tiro real do Sistema Astros. Foram executados disparos com foguetes de diferentes calibres e alcances, como o foguete SS-09 TS, SS-30, SS-60 e SS-80.

A Escola de Fogo é uma oportunidade para os militares da arma de Artilharia colocarem em prática os conhecimentos e procedimentos adquiridos ao longo dos cursos e estágios do sistema de mísseis e foguetes. O exercício abordou técnicas de operação de viatura de artilharia em simulação de operação de defesa. Uma bateria de mísseis e foguetes atuou com a missão de destruir a área de apoio logístico de um país inimigo fictício.

blank

Nove cadetes do 4° ano do Curso de Artilharia da Academia Militar das Agulhas Negras participaram do exercício. O exercício com o Sistema Astros é fundamental para o adestramento dos militares da arma de Artilharia e é particularmente importante para a formação dos cadetes, proporcionando a prática em operações com mísseis e foguetes. No Exercício, os cadetes aprimoram os conhecimentos sobre as capacidade do sistema de artilharia e desenvolvem técnicas de execução coordenada de ações militares complexas, experiências que os preparam para desafios reais.

blank

O Capitão Pires, Chefe da Seção de Ensino B, destacou a importância da Escola de Fogo de Instrução. “O cadete tem a oportunidade de travar contato com um dos sistemas de maior poder de fogo do mundo, o Sistema Astros. Nesse Estágio são desenvolvidos atributos como conhecimento técnico-profissional, liderança, capacidade de planejamento e coordenação, além da responsabilidade inerente ao uso desses sistemas. Isso certamente fortalece a nossa preparação como líderes militares.”

blank

Os cadetes passaram quatro semanas no Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes, onde se dedicaram ao estudo teórico e prático de avançados sistemas de artilharia. A capacitação incluiu estudos sobre munições, direção de tiro, comunicações, operação de viaturas do sistema Astros, emprego tático e logística. Ao final, todo o estudo foi consolidado com a execução de tiros reais na Escola de Fogo de Instrução.

 

Fonte Exército Brasileiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *