sábado, fevereiro 3Notícias que importam
Shadow

Entrevista com o Coronel Belmonte: O papel da comunicação e guerra eletrônica no Exército Brasileiro

A Saab em Foco conversou com o Coronel Belmonte, que comandou o 9° Batalhão de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército Brasileiro até o início deste ano. O 9º B Com GE é um órgão criado há cerca de 10 anos para dar o suporte necessário às atividades de comando e controle nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, no âmbito do SISFRON.

Neste trabalho, o sistema de comunicação COMINT e o de fusão de dados IFS, ambas soluções da Saab, fizeram parte das atividades da corporação. A experiência adquirida nesta atuação tem apoiado a nova função do Cel. Belmonte, como formulador da Doutrina das áreas de Comando e Controle, Comunicações, Guerra Eletrônica e Cibernética.

1. Conte-nos sobre a sua trajetória e carreira militar

Ingressei no Exército em 1994, na Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx) em Campinas, SP. Em 1998, me formei na Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende, Rio de Janeiro, como aspirante à Oficial da Arma de Comunicações. Realizei vários cursos na área de comunicação militar, guerra eletrônica e cibernética.

Entre os anos de 2004 a 2013 comandei três organizações militares. O 1° Pelotão de Comunicações de Selva, em Boa Vista (Roraima), de 2004 a 2005, o 17° Pelotão de Comunicações de Selva (Porto Velho-RO), de 2007 a 2008, a 12ª Companhia de Comunicações Aeromóvel (Caçapava-SP), de 2012 a 2013 e, por último, o 9° Batalhão de Comunicações e Guerra Eletrônica (Campo Grande-MS), de dezembro de 2020 a janeiro de 2023. Deste então, atuo como formulador de Doutrina de Comunicação, Guerra Eletrônica e Cibernética do Exército, em Brasília.

2. Qual a missão do Batalhão e a importância de sua criação?

O 9° Batalhão de Comunicações e Guerra Eletrônica (9° B Com GE) tem como missão instalar, explorar, manter e proteger os sistemas de Comunicações, de Guerra Eletrônica e Cibernética em apoio ao preparo e emprego operacional do Comando Militar do Oeste.

Por muito tempo o Comando Militar do Oeste carecia de uma organização militar que pudesse dar o suporte necessário às atividades de comando e controle em toda a zona de ação, que engloba os Estados do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul. Dessa forma, foi priorizada a instalação do 9° B Com GE, cujas capacidades foram geradas por meio do programa estratégico SISFRON, o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras.

Nesses 10 anos de evolução desde a sua criação foi possível obter capacidades em pessoal e material para não só desenvolver as atividades de comando e controle, fundamental para o exercício, mas também possibilitar o sensoriamento de toda a faixa de fronteira nos domínios eletromagnético e cibernético, aumentando a sensação de segurança da nossa sociedade e a capacidade dissuasória da nossa Força Terrestre.

cel-belmonte.jpg

3. Como as soluções de inteligência de comunicação (Communication Intelligence – COMINT) [PNC1] e de fusão de informações (Information Fusion System – IFS) [PNC2] da Saab contribuem para a missão do 9° B Com GE no âmbito do Comando Militar do Oeste?

O 9° B Com GE possui um vasto rol de atividades, dentre elas destaca-se a capacidade de realizar o sensoriamento do domínio eletromagnético e extrair dados relevantes, que após tratamento, servem de informação para a tomada de decisão.

Dessa forma, as soluções de COMINT (Communication Intelligence) e a plataforma para fusão de dados IFS (Information Fusion System), disponibilizados pela Saab, são de fundamental importância para a realização dessa atividade. São soluções que facilitam e agilizam todo o processo de construção do conhecimento, automatizando procedimentos e apoiando as atividades realizadas pelos nossos analistas. Sem dúvidas, as soluções da Saab contribuíram para o aumento do poder de combate do 9º B Com GE.

4. Como a sua experiência e proximidade com os sistemas da Saab contribuem para a atual atividade de formulador de Doutrina para Comunicações, Guerra Eletrônica e Cibernética?

A minha função atual demanda muito do conhecimento que adquiri ao longo desses quase 30 anos de serviço em todas as atividades desempenhadas, quer sejam elas no corpo de tropa, comandando unidades ou na atividade de instrutor de diversas escolas do Exército.

A minha experiência à frente do 9° B Com GE, empregando as soluções da Saab, com certeza está facilitando o meu trabalho nessa nova atividade. Os trabalhos realizados no Centro de Operações de Guerra Eletrônica (COGE), peça central da atividade de guerra eletrônica do batalhão, com as soluções COMINT e IFS, permitiram identificar melhores práticas e perceber o que há de mais moderno nessa atividade.

Assim, o conhecimento prático e teórico adquirido facilitam os trabalhos diários de atualização de manuais e diretrizes relacionados com a atividade de Guerra Eletrônica do Exército. E o mais importante, a Doutrina está evoluindo com informações primárias daquilo que foi praticado. Isso, o 9° B Com GE, por meio das soluções da Saab, está permitindo.

Fonte: SAAB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *