quinta-feira, novembro 30Notícias que importam
Shadow

COMANDANTE DO EXÉRCITO VISITA REGIÃO ESTRATÉGICA DE DEFESA DA FOZ DO AMAZONAS

Como parte da visita institucional às organizações militares subordinadas ao Comando Militar do Norte, o Comandante do Exército, General Tomás, conheceu as instalações e obras de melhorias da Companhia Especial de Fronteira (CEF) de Clevelândia do Norte, no Oiapoque (AP), nesta quarta-feira (12). Ele ainda visitou o 34º Batalhão de Infantaria de Selva (34° BIS) e a 22ª Brigada da Infantaria de Selva (22ª Bda Inf Sl), criada em 2018.

blank

Os militares da Companhia Especial de Fronteira fazem o patrulhamento e a defesa da fronteira entre o norte do Brasil e o território francês, da Guiana Francesa. É nessa região que o Comando Militar do Norte vai realizar a CORE23, um exercício militar combinado entre os Exércitos do Brasil e dos Estados Unidos, em novembro deste ano, envolvendo cerca de 300 militares norte-americanos. Equipes do 8° Batalhão de Engenharia de Construção (8° BEC), sediado em Santarém, atuam na área com o objetivo de promover melhorias e ampliação de estruturas para a organização militar. “Estamos avançando com a drenagem e calçamento. A partir de agosto deste ano, seguimos com a terraplanagem. Até a primeira semana de outubro, terminaremos os dois quilômetros de asfalto dentro da Companhia”, destacou o Tenente-Coronel Luciano Flávio, Comandante do 8° BEC.

Depois da visita à CEF, a comitiva seguiu para Macapá, onde o Comandante do Exército inaugurou o Acervo Cultural “Veiga Cabral”, no 34º Batalhão de Infantaria de Selva (34° BIS). O espaço conta a trajetória da presença do Exército Brasileiro no estado do Amapá. A composição de esculturas, artigos militares e pinturas feitas por artistas locais apresenta um pouco mais sobre a história militar, cultuando as tradições e os valores da Força. “O acervo é uma dívida nossa com a cidade. Eu já imagino, daqui a alguns dias, as primeiras escolas com crianças e jovens visitando o nosso acervo, algo que precisávamos entregar para a sociedade”, ressaltou o Comandante do 34º BIS, Coronel George Alberto.

blank

O General Tomás conheceu também a mais nova brigada do Exército Brasileiro: a 22ª Brigada de Infantaria de Selva, na capital amapaense. O Comandante da Brigada, General de Brigada Vinicius, conduziu o receptivo à comitiva com a Guarda Pretoriana. Ato contínuo, o Comandante do Exército realizou a revista à Guarda de Honra e a formatura no Pátio dos Pioneiros. Durante a formatura, foi entregue a Premiação do “Desafio CMN”, que aconteceu no período de 2 a 5 de julho, quando o Comando Militar do Norte realizou a 1ª Edição do “Desafio CMN”, em comemoração aos 10 anos de existência. Durante três jornadas intensas de atividades, sete grupos de combate das unidades subordinadas à 22ª Brigada de Infantaria de Selva, executaram 11 oficinas, onde puderam praticar as técnicas, táticas e procedimentos relacionados aos assuntos de orientação, navegação fluvial, sobrevivência na selva, tiro de fuzil e pistola, marcha através selva, entre outros. Ainda, a competição se constituiu como uma excelente oportunidade para o desenvolvimento da liderança dos comandantes das pequenas frações participantes. Terminada a competição, sagrou-se campeão o Grupo de Combate Echo, do Comando de Fronteira Amapá e 34º Batalhão de Infantaria de Selva.

blank

General Tomás destacou a relevância estratégica da 22° Bda Inf Sl para a defesa e a proteção da região da Foz do Amazonas: “o fato de termos uma brigada aqui em Macapá já apresenta a importância que o Exército Brasileiro dá à região. Antes estava só o 34º BIS, e agora ele não trabalha mais sozinho. E além disso, os militares que atuam aqui são muito capacitados, e isso só eleva a nossa responsabilidade e o nosso padrão de desempenho aqui nesta região”. O General Tomás ainda verificou o andamento das obras de construção do Posto Médico de Guarnição (P Med Gu), da Base Administrativa da 22ª Bda Inf Sl (B Adm) e de duas torres de apartamentos, que serão destinados para residências de subtenentes e sargentos da Guarnição de Macapá.

Fonte Exército Brasileiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *