sábado, fevereiro 3Notícias que importam
Shadow

Colaboração Estratégica na Amazônia Azul: Diálogo entre Marinha, Empresários Britânicos e a Consulesa Larissa Bruscky

O Comando do 3° Distrito Naval (Com3°DN) teve a honra de receber, em 16 de novembro, uma destacada comitiva liderada pela consulesa britânica Larissa Bruscky, acompanhada por empresários do SENAI-RN. A visita foi realizada no âmbito da “I Semana da Amazônia Azul & Economia do Mar”, que ocorreu entre os dias 13 e 19 de novembro, com o objetivo de promover discussões e ações relacionadas à segurança marítima e à exploração sustentável da vasta extensão oceânica.

Durante a visita, o Vice-Almirante Alexander Reis Leite, comandante do 3º Distrito Naval, proferiu uma apresentação abrangente sobre as iniciativas e esforços da Marinha do Brasil na promoção da Segurança Marítima e na salvaguarda da Amazônia Azul. Destacou-se, de maneira específica, as atividades desenvolvidas na Área de Jurisdição do Com3ºDN, ressaltando a importância estratégica dessa região para as operações navais e para a preservação ambiental.

blank

A palestra, que fez parte da programação da semana temática, proporcionou aos empresários e à consulesa britânica uma compreensão mais aprofundada das operações marítimas, dos desafios enfrentados e das oportunidades existentes na Amazônia Azul. Além disso, abriu espaço para o diálogo sobre possíveis colaborações entre as empresas locais e a Marinha, visando o desenvolvimento conjunto de projetos voltados para a exploração sustentável dos recursos marinhos.

Este encontro não apenas fortalece os laços bilaterais entre o Brasil e o Reino Unido, mas também destaca a importância da colaboração internacional e regional, particularmente no contexto das questões marítimas e oceânicas. A presença da consulesa britânica e dos representantes do setor empresarial evidencia o crescente interesse e potencial para parcerias no âmbito da economia do mar e na proteção das zonas marítimas.

A promoção da colaboração nesse cenário é vital para enfrentar desafios globais, como a preservação dos ecossistemas marinhos, a segurança na navegação e a gestão sustentável dos recursos oceânicos. Nesse sentido, o engajamento entre autoridades navais, setor empresarial e representantes consulares é um passo significativo na construção de uma abordagem integrada e eficaz para garantir a preservação e o desenvolvimento responsável da Amazônia Azul e de suas riquezas econômicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *