segunda-feira, maio 27Notícias que importam
Shadow

CENTRO DE INSTRUÇÃO HOMENAGEIA OS GUERREIROS DE SELVA

A Semana do Guerreiro de Selva da Guarnição de Manaus, realizada pelo Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS) no início de junho, é um evento importante que promove a integração entre a sociedade civil e militar, além de homenagear o legado do Coronel Jorge Teixeira, conhecido como “Teixeirão”. Duas atividades em destaque, neste ano, foram a Marcha da Saudade e a Homenagem ao “Teixeirão”.

A Marcha da Saudade

A Marcha da Saudade, que faz parte da Semana do Guerreiro de Selva, tem como objetivo relembrar os feitos históricos e a memória dos militares que contribuíram para o desenvolvimento do CIGS e para a formação do Guerreiro de Selva. Durante a marcha, os participantes percorreram um trajeto simbólico, revivendo momentos importantes da história e percorrendo um itinerário que relembra as nossas missões, as amizades e as dificuldades que vivemos na selva, aprofundando o sentimento de que “as amizades forjadas nas agruras da selva jamais fenecem”.

blank

A Homenagem ao “Teixeirão”

O “Teixeirão”, patrono do CIGS, foi homenageado em reconhecimento ao seu papel significativo na formação e consolidação do conceito do Guerreiro de Selva. Além disso, ele também foi o primeiro comandante do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS) e do Colégio Militar de Manaus (CMM), foi prefeito de Manaus entre os anos de 1975 e 1979, e governador do Território e, depois, do estado de Rondônia, entre os anos de 1979 e 1985.

blankPP

O Guerreiro de Selva

Os Guerreiros de Selva são altamente adaptados às condições e desafios encontrados nesse ambiente. Eles recebem treinamento em diversas habilidades, incluindo técnicas de sobrevivência, orientação na selva, construção de abrigos, obtenção de alimentos e água, navegação fluvial, rastreamento, combate em terreno restrito, camuflagem e táticas de guerrilha.

No Brasil, a formação de Guerreiros de Selva é realizada pelo Exército Brasileiro, no Centro de Instrução de Guerra na Selva, sediado em Manaus.

Nesse contexto, os Guerreiros de Selva desempenham um papel importante em operações de combate; patrulhamento; busca e resgate; e proteção ambiental em áreas de selva.

Ao longo de seus 59 anos de existência, o CIGS especializou 7.099 guerreiros de selva, sendo 634 de nações amigas.

blank

Breve Histórico do CIGS

O Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS) é uma instituição do Exército Brasileiro responsável pela formação e capacitação de militares para operações em ambientes de selva. O CIGS foi criado em 1964, após a experiência do Brasil na Segunda Guerra Mundial, a partir da necessidade de desenvolver tropas especializadas em combate na selva

Desde a sua criação, o CIGS tem desempenhado um papel fundamental na formação de Guerreiros de Selva, fornecendo-lhes habilidades e conhecimentos específicos para operar em um ambiente tão desafiador.

Fonte Exército Brasileiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *