terça-feira, junho 4Notícias que importam
Shadow

Brasileira Omnisys fornece ao DECEA radar secundário RSM970S NG de última geração, que tornará voos mais seguros

Os voos na região entre Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), contarão com um novo radar secundário autônomo de vigilância RSM970S NG, adquiridos pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), organização da Força Aérea Brasileira responsável pelo gerenciamento do tráfego aéreo. O sistema, fabricado pela empresa Omnisys, subsidiária da Thales no Brasil e referência nacional e internacional em radares de vigilância e controle de espaço aéreo, inicia oficialmente suas operações em 28 de julho, no Aeroporto de Petrolina Senador Nilo Coelho.

O radar RSM970S NG, de última geração, faz parte de um contrato estabelecido em 2021 pela Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA) junto ao consórcio das empresas Omnisys e Clemar, sendo esta última responsável pela infraestrutura civil e contribuirá para o aumento da base nacional de radares secundários do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB). Este é o primeiro de dois radares contratados a ser entregue, sendo o próximo deles previsto para instalação em Bom Jesus da Lapa (BA) em 2024. A instalação desse radar em Petrolina aumenta para 69 o total de radares secundários da família RSM970S em operação em todo o território nacional. O aeroporto de Petrolina contava com um outro radar já obsoleto que agora será substituído pelo novo radar.

O RSM970S NG é a mais nova geração de Radares de Vigilância Secundária Monopulso da Omnisys. Os radares secundários são responsáveis por fornecer dados para o adequado gerenciamento do tráfego aéreo por meio do envio de interrogações ao transponder das aeronaves, as quais respondem ao radar com suas informações de identificação, posição, velocidade, e demais características. Isso permite aos controladores em solo, ter informações mais exatas sobre a localização das aeronaves no espaço aéreo.

O equipamento instalado em Pernambuco foi fabricado em São Bernardo do Campo (SP), na sede da Omnisys, empresa de Defesa Brasileira, que conta com a experiência do desenvolvimento, fabricação, instalação e suporte de mais de 130 radares operando no Brasil entre outros exportados para mais 15 países. “O novo radar é produzido no Brasil, empregando mão-de-obra e capital intelectual brasileiros, e demonstra a força e alta qualidade da nossa Base Industrial de Defesa”, destaca Rodrigo Modugno, Presidente da Omnisys. “Isso confirma a nossa liderança como provedores de radares RSM970S NG e renova a nossa duradoura parceria com o Departamento de Controle do Espaço Aéreo”, conclui o executivo. Além da fabricação, instalação e comissionamento desses radares, a Omnisys proverá localmente o suporte técnico necessário para garantir um alto nível de disponibilidade dos equipamentos, incluindo manutenção preventiva e corretiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *