quarta-feira, junho 5Notícias que importam
Shadow

Akaer vence seleção pública para desenvolvimento de tecnologia aeronáutica

A empresa Akaer foi a vencedora nas duas linhas temáticas da Seleção Pública MCTI/FINEP/FNDCT nº 13/2022, referente ao projeto “Plataformas Demonstradoras de Novas Tecnologias Aeronáuticas”. O resultado foi publicado pela FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos), no dia 19 de janeiro.

Na Linha Temática I, denominada “Aeronave demonstradora de tecnologias com foco no transporte de passageiros”, a Akaer, por meio de sua unidade de negócios Equatorial Sistemas, é uma das coexecutoras do projeto, sendo a Embraer a vencedora do certame.

O projeto tem o objetivo de desenvolver e validar um conjunto de plataformas demonstradoras de novas tecnologias, que visa acelerar e incrementar ações de pesquisa e desenvolvimento tecnológico para o ecossistema aeronáutico brasileiro.

A Equatorial fornecerá a bateria para a propulsão elétrica da aeronave utilizando células eletroquímicas de última geração e sistema de gerenciamento eletrônico avançado.

Primeira colocação – Já na linha temática II, chamada “Aeronave demonstradora de tecnologias remotamente pilotada e com peso máximo de decolagem maior que 150 kg”, a Akaer foi classificada em primeiro lugar, sendo a líder e principal executora do projeto, comprovando mais uma vez a competência e dedicação de todos os profissionais envolvidos.

A Akaer usará sistema de propulsão elétrica híbrida com células de hidrogênio para voo horizontal e bateria eletroquímica para decolagem e pouso verticais. O projeto prevê também a operação BVLOS (Beyond Visual Line of Sight) para aumentar o alcance do voo além do horizonte, assim como o teste e validação de múltiplos subsistemas viabilizadores do voo autônomo.

Em cooperação com o Campus Integrado de Manufatura e Tecnologia (CIMATEC SENAI BA) o projeto integrará um sistema para teste e validação de tomada de decisão autônoma em tempo real baseado no sensor LIDAR (Light Detection and Ranging).

A Akaer agradece ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCTI) e à FINEP pelo incentivo às empresas brasileiras em seus trabalhos de pesquisa, desenvolvimento e aplicação de tecnologia avançada.

Fonte: Rossi Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *