domingo, maio 26Notícias que importam
Shadow

Demonstrador Remote Carrier liberado e operado a partir do A400M pela primeira vez

blank

A Bundeswehr da Alemanha, a Airbus, o Centro Aeroespacial Alemão DLR e as empresas alemãs SFL e Geradts, realizaram em conjunto o primeiro lançamento e operação bem-sucedidos do mundo de um demonstrador Remote Carrier lançado a partir de um A400M em voo. Multiplicar a força e ampliar o alcance dos sistemas aéreos não tripulados será um dos papéis futuros das aeronaves de transporte militar da Airbus no âmbito do Future Combat Air System (FCAS).

“A excelente colaboração com nossos clientes e parceiros alemães na campanha de testes com o A400M lançando o SARP, é mais uma prova de como o desenvolvimento do FCAS levará a inovação e as tecnologias para o próximo nível”, disse o CEO da Airbus Defense and Space, Michael Schoellhorn. “O FCAS com um conceito de sistema de sistemas está começando a tomar forma agora.” O dispositivo para lançar o Remote Carriers de um A400M em voo, foi desenvolvido em apenas seis meses. Para o voo de teste, ele foi carregado na rampa de um A400M da Bundeswehr, de onde foi lançado o demonstrador Remote Carrier, um drone Airbus Do-DT25 modificado. Após o lançamento, os motores do Do-DT25 foram ligados e ele continuou em modo de voo motorizado. A tripulação a bordo do A400M então passou o controle para um operador no solo, que comandou e pousou o drone com segurança.

ARPs serão um componente importante do FCAS. Eles voarão em estreita cooperação com aeronaves tripuladas e apoiarão os pilotos em suas tarefas e missões. Aeronaves de transporte militar como o A400M desempenharão um papel importante: como naves-mãe, elas trarão os Remote Carriers o mais próximo possível de suas zonas de operação antes de liberar até 50 pequenos drones, ou até 12 Remote Carriers pesados. Estes irão então juntar-se a aeronaves tripuladas, operando com um elevado grau de automação embora sempre sob o controle de um piloto.

blank

Preparando o A400M UAV Launcher para teste

Para preparar o A400M UAV Launcher para a campanha de teste, a Airbus, o Centro Técnico de Aeronaves e Equipamentos Aeronáuticos da Bundeswehr (WTD 61), DLR, SFL e Geradts aplicaram novas formas de trabalho, como prototipagem rápida e uma abordagem de teste de voo conjunta. Isso permitiu que a equipe multidisciplinar desenvolvesse e integrasse o sistema, trazendo-o para o contexto de sistema de sistemas necessários em um tempo muito curto, pronto para testes de voo. Ao longo do desenvolvimento, esta configuração industrial flexível e novas formas colaborativas de trabalho foram apoiadas pelo escritório de compras alemão, BAAINBw.

.

Fonte Airbus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *